(55) 3781-1711 contato@srsa.com.br
A melancia foi a quarta fruta mais exportada neste primeiro quadrimestre e a que teve maior crescimento nas vendas no período. De janeiro a abril, foram comercializadas quase 15 mil toneladas da fruta, alta de 38% se comparado ao volume enviado no mesmo período do ano passado. Na frente estão o limão, com crescimento de 18%, mamão (20%) e manga (32%).
 
Segundo agentes do mercado, o movimento é atípico para essa época do ano, já que o maior volume das exportações brasileiras de melancia acontece no segundo semestre. A justificativa, de acordo com o Centro de Estudos em Economia Aplicada (Cepea), é a maior oferta da fruta no Brasil em decorrência do baixo consumo interno, além da boa qualidade da melancia favorecida pelo clima em 2016.
 
A maior demanda vem da União Europeia, onde a produção de melancia também tem crescido. Na Espanha, por exemplo, áreas que antes eram cultivados melão, estão sendo ocupadas com melancia. Estima-se que estes investimentos devem elevar em 2% a produção da fruta no país só este ano, totalizando 540 mil toneladas.
 
Países da América Central também são grandes concorrentes do produto brasileiro. Só no ano passado a região exportou cerca de 200 mil toneladas de melancia. Destaque para Honduras, principal exportador, seguido pela Costa Rica, Panamá, Guatemala e Nicarágua.
 
Fonte: http://www.uagro.com.br/editorias/agricultura/flores-frutas-e-horti/2017/05/23/exportacoes-brasileiras-de-melancia-crescem-38-no-primeiro-quadrimestre.html / Exclusiva Redação Uagro