(55) 3781-1711 contato@srsa.com.br
Petrobras reduz gasolina em 15% a partir de quarta-feira; mantém diesel

Petrobras reduz gasolina em 15% a partir de quarta-feira; mantém diesel

RIO DE JANEIRO (Reuters) – A Petrobras reduzirá em 15% o preço médio da gasolina em suas refinarias a partir de quarta-feira e manterá o valor do diesel, informou a companhia à Reuters após ser consultada.

A redução ocorrerá em meio a um tombo dos preços de petróleo e derivados por impactos da expansão do coronavírus e de uma guerra de preços entre grandes produtores globais da commodity.

Com o novo corte, a queda acumulada de gasolina da Petrobras —responsável por quase 100% da capacidade de refino do Brasil— somará cerca de 40% em 2020, de acordo com informações da petroleira e cálculos da Reuters.

Na semana passada, estatal havia já reduzido o valor da gasolina em 12%.

O preço do diesel, por sua vez, acumula recuo de aproximadamente 30% neste ano até o momento.

Os preços do petróleo Brent já caíram cerca de 60% neste ano, sendo negociados nesta terça-feira a cerca de 27 dólares o barril, com uma queda da demanda diante da pandemia de coronavírus e o aumento da oferta depois que a Rússia e a Arábia Saudita não chegaram a um acordo para reduzir a produção.

O chefe da área de óleo e gás da consultoria INTL FCStone, Thadeu Silva, afirmou à Reuters que a queda da gasolina no mercado internacional foi ainda mais brusca que a repassada pela Petrobras aos clientes, em um movimento que parece ser de cautela, uma vez que a companhia não tem como prever como o mercado se comportará nos próximos dias.

“Tem ainda uma quantia boa represada de reajuste que dá para fazer, eu acho que a Petrobras vem adotando uma estratégia de suavizar o movimento, porque ela não sabe se o preço ‘rebota’ daqui a dois dias, o mercado está muito volátil.”

“Também acho que se baixar inteiro, ela começa a trazer problemas sérios para a cadeia. Quem está estocado com o produto, vai ter problemas sérios se reduzir tão bruscamente os preços, o prejuízo pode ser muito grande.”

O repasse de ajustes dos combustíveis nas refinarias para o consumidor final nos postos não é imediato e depende de diversos fatores, como consumo de estoques, impostos, margens de distribuição e revenda e mistura de biocombustíveis.

Fonte: Ruters

Governo prepara nova MP de R$ 5 bi para coronavírus incluindo recursos recuperados de corrupção

Governo prepara nova MP de R$ 5 bi para coronavírus incluindo recursos recuperados de corrupção

O governo do presidente Jair Bolsonaro prepara nova Medida Provisória (MP) de 5,02 bilhões de reais para o combate ao coronavírus, indicando que o total previsto para o Ministério da Saúde, de 1,6 bilhão de reais, terá como fonte recursos recuperados com acordos anticorrupção no ano passado.

As informações constam em minuta da medida à qual a Reuters teve acesso.

Em 13 de março, o governo já havia enviado ao Congresso uma MP de 5,1 bilhões de reais em créditos extraordinários para o combate ao coronavírus, mas contemplando apenas os ministérios da Educação e Saúde.

Desta vez, o valor de 5,02 bilhões de reais é em crédito extraordinário para os ministérios da Ciência, Relações Exteriores, Defesa, Cidadania e Saúde.

O montante de 1,6 bilhão de reais é previsto para o Ministério da Saúde para compra de equipamentos para UTIs, como ventiladores pulmonares. Apenas para a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), são 385,4 milhões de reais. A ideia, nesse caso, é que a fundação disponibilize testes moleculares e testes rápidos para operacionalização de centrais analíticas para diagnóstico do Covid-19.

Ao Ministério da Defesa caberão 220 milhões de reais, a serem empregados para apoio das Forças Armadas no enfrentamento da doença.

Ministério da Ciência e das Relações Exteriores receberão, respectivamente, 100 milhões e 62 milhões de reais. No primeiro caso, os recursos alimentarão o Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico.

No Itamaraty, serão utilizados para assistência a brasileiros retidos no exterior e para cooperação humanitária aos países de menor desenvolvimento com sistemas de saúde deficientes.

Desde a última semana, a equipe econômica tem anunciado medidas para fazer frente aos desafios impostos pela disseminação do coronavírus, tanto em termos de saúde pública quanto em termos de impacto econômico, em meio à avaliação de especialistas mundo afora que o enfrentamento à crise demandará recursos vultosos para atenuar a paralisação que tem sido adotada para frear a contaminação da população.

Na véspera, o governo anunciou um pacote de 88,2 bilhões de reais para ajuda a Estados, incluindo suspensão do pagamento de dívidas junto à União e bancos públicos.

Já o secretário especial de Previdência e Trabalho, Bruno Bianco, prometeu para breve uma MP prevendo a possibilidade de suspensão do contrato do trabalho que trará, no mesmo texto, ajuda do Estado aos trabalhadores.

Antes, o governo havia proposto ao Congresso apenas a possibilidade de suspensão do contrato por até 4 meses, sem pagamento de salário, o que suscitou críticas ferrenhas de políticos e fez o presidente Jair Bolsonaro determinar a revogação deste artigo em particular.

Fonte: Reuters / Link: Notícias Agrícolas

 

Demanda global por milho deverá registrar alta de 25% até 2026

Demanda global por milho deverá registrar alta de 25% até 2026

Consumo será puxado pela Ásia, com previsão de aumento em torno de 53%

O consumo mundial de milho deverá atingir 1,191 bilhão de toneladas em 2026, alta de 25% [+ 240 milhões de toneladas] sobre o volume consumido em 2016 [951 milhões de toneladas], apontam projeções de estudo da Farsul, com base em dados do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA, na sigla em inglês).

O documento, coordenado pelo economista-chefe da Farsul, Antônio da Luz, destaca que a demanda será puxada pela Ásia. O consumo no continente asiático deverá registrar avanço de 53% até 2026, o que corresponde a um incremento de 127,26 milhões de toneladas sobre o montante de 2016.

Considerando a mesma base de comparação, a expectativa é que a demanda cresça 38% nas Américas [+90,91 milhões de toneladas], cerca de 7% na África [+15,7 milhões de toneladas] e aproximadamente 2% na Europa [5,45 milhões de  toneladas].

Fonte e Foto: Datagro

Resultados oficiais do 11º Canto Nativo e do 4º Cantinho Nativo 2018

Resultados oficiais do 11º Canto Nativo e do 4º Cantinho Nativo 2018

VENCEDORES DO 11° CANTO NATIVO DE SANTO AUGUSTO

1º lugar Melhor Música: Quando um taura se faz terra
Troféu Canto Nativo
Letra – Romulo Chaves – Melodia e Interprete – Jean Carlo Kirchoff

2º lugar Melhor Música: Motivos para o meu canto
Troféu Nerci Liberato da Conceição
Letra – Luiz Onério Pereira – Melodia – Leandro Massah – Interprete – Nando Soares

3º lugar Melhor Musica: Culpa
Troféu Mario Regis Sperotto
Letra – Matheus Costa Borges – Melodia Guilherme Castilhos – Interprete – Felipe Prates

Música Destaque Regional: Sereno
Troféu SAESMA
Letra – Dalvan Medina – Melodia Parcelo Paz Carvalho – Interprete – Ruggiero Saciloto

Música Mais Popular: Ave Maria das Antônias
Troféu João Câncio
Letra – Davi Texeira – Melodia – Maximiliano Tchê Tuco – Interprete – Ruggiero Saciloto

Melhor Letra: Motivos para o meu canto
Troféu Destaque Nativo

Melhor Intérprete: Nilton Ferreira
Troféu Destaque Nativo

Melhor Arranjo: Culpa
Troféu Destaque Nativo

Melhor Grupo Instrumental: Quando um taura se faz terra
Troféu Destaque Nativo

Melhor Instrumentista: Guilherme Castilhos ( Culpa)
Troféu Destaque Nativo

Talento Regional: Henrique Rodrigues
Troféu Margot Rodrigues

Troféu 30 anos Rádio Querência: Quando se calam as tesouras
Letra – Fabio Daniel Costa/Cristiano Behling/Valtair Behling
Melodia – Henrique Bagistero Fan/Vane Vieira – Interprete – João Quintana Vieira e Grupo

VENCEDORES 4º CANTINHO NATIVO

CATEGORIA INFANTIL – 04 A 09 ANOS
1° LUGAR: ANITA RODRIGUES
MÚSICA: ERA UMA VEZ

CATEGORIA INFANTO-JUVENIL – 10 A 13 ANOS
1° LUGAR: JÚLIA DO AMARAL ANTONINI
MÚSICA FIOS

CATEGORIA JUVENIL – 14 A 17 ANOS
1° LUGAR: ASCHAIANE BUENO DE OLIVEIRA
MÚSICA: QUEM SOU EU

A Comissão organizadora tem o prazer de divulgar as obras classificadas para a 11ª edição do Canto Nativo

A Comissão organizadora tem o prazer de divulgar as obras classificadas para a 11ª edição do Canto Nativo

A Comissão organizadora tem o prazer de divulgar as obras classificadas para a 11ª edição do Canto Nativo, a ser…

Publicado por Canto Nativo Santo Augusto em Segunda, 9 de julho de 2018