(55) 3781-1711 contato@srsa.com.br
Nos mais de 20 países que adotam transgênicos, houve crescimento econômico e redução de impactos ambientais na agricultura. Além disso, também em virtude da adoção da biotecnologia agrícola, países em desenvolvimento registraram diminuição da pobreza de mais de 16,5 milhões de trabalhadores rurais. Os dados são do relatório “GM crops: global socio-economic and environmental impacts 1996-2015”, elaborado pela consultoria inglesa PG Economics.
 
 
Uso de transgênicos ajudou na diminuição da pobreza de 16,5 milhões de agricultores
 
 
Segundo o levantamento, em 2015, a cada dólar investido, os agricultores de países desenvolvidos obtiveram um retorno médio de US$ 2,76. No mesmo ano, produtores de países em desenvolvimento receberam US$ 5,15 por cada dólar investido.
 
Para a diretora-executiva do Conselho de Informações sobre Biotecnologia (CIB), Adriana Brondani, o Brasil confirma as estatísticas trazidas pelo estudo. “No País, podemos observar que os agricultores que investem em tecnologia – a transgenia, por exemplo – conseguem aumentar a produtividade e, consequentemente, o rendimento de suas lavouras”, afirma.
 
 
Fonte: http://www.uagro.com.br/editorias/pesquisa-e-tecnologia/2017/06/12/transgenicos-contribuem-para-reducao-da-pobreza-diz-estudo.html / Por DATAGRO